Cultura Homenagem

Homenagem 09/2020 à Nena Inoue.

EMENTA


Solicita votos de Congratulações e Aplausos, à Nena Inoue.

Requer à Mesa, na forma regimental, seja inserido em ata, votos Congratulações e Aplausos, à Nena Inoue.

Justificativa


Com mais de 40 anos de carreira e se dividindo entre a atriz, diretora, produtora e agitadora cultural, Nena começou a trabalhar com teatro pelo desejo de seu reconhecimento enquanto cidadã no mundo, por poder expressar melhor quem era e, de alguma forma, transformar o outro. Atriz, produtora, diretora. Coordenadora do Espaço Cênico.Formada pelo Curso de Teatro Guaíra/Curitiba/PR. Sócia fundadora da Associação Teatroca (1985), da Cia de Atores (1991), do ACT (2000 /2009) e do Espaço Cênico (1997 até o presente). Dir. Artística do Centro Cultural Teatro Guaira (2003/06). Como atriz, em mais de 30 espetáculos, destaca os diretores Laerte Ortega, Ademar Guerra, Sérgio Britto, Felipe Hirsch, Aderbal Freire-Filho e Paulo José. Prêmios Troféu Gralha Azul 1993/94 e Poty Lazarotto de Melhor Atriz/1997. Como produtora, destaca as montagens “Alles Plastik”, adapt. Paulo Leminski, “Romeu e Julieta para Crianças”, de Eneas Lour (Prêmio Gov. do Estado/Melhor Espetáculo1994); “Estou te Escrevendo de um País Distante”, de Felipe Hirsch (8 prêmios Poty Lazzarotto, entre eles,
Melhor Atriz e Espetáculo); “As Kamikazes” ,”Temporada de Gripe”, de Will Eno (2003),” Educação Sentimental do Vampiro”, de Dalton Trevisan (Melhor espetáculo/2007 pelo O Estado de São Paulo),”Não Sobre o Amor” (Prêmio Bravo! Melhor Espetáculo 2008) e “Cinema” (2010), ambas de Felipe Hirsch. Pelo ACT, em parceria com Luis Melo de 1997 a 2008, realizou atividades de formação e os espetáculos “Cãocoisa e a Coisa Homem”, de Aderbal Freire-Filho (PR/SP/RJ/BH/POA/DF); “Daqui a duzentos anos”, dir. Marcio Abreu (PR/SP/RJ); Projeto Comédia Dell ‘ACT,com Roberto Innocente e a montagem “Aconteceu no Brasil, enquanto o ônibus não vem” (Prêmio Gov. do Estado/Melhor Espetáculo 2007/08). Coordenou o Projeto Cartas do Brasil e dirigiu “Henfil Já!” (PR,SP,PB,CE,SC,BH).
Idealizadora dos projetos Ciclo Multiárea, Encontrosnecessários, Ação Compartilhada, VozOff e Faço com Gosto!. Como diretora, destaca o espetáculo “Glue Trap”, texto e atuação de Sueli Rocha, no Axys Theatre Company, NY/2009). Em 2009/10, coordenou o Projeto 70, sobre o período da Ditadura no Brasil. Atua e produz o espetáculo “Murro em Ponta de Faca”,
de Augusto Boal, direção de Paulo José e em circulação pelo País. O espetáculo “Para não Morrer” deu a Nena Inoue o Prêmio de Melhor Atriz de 2017, do Governo do Estado do Paraná, e em março de 2019, o Prêmio Shell de Melhor Atriz, no Rio de Janeiro. As opressões e violências narradas pela personagem rememoram também a importância de algumas lutas e movimentos frente à injustiça e intolerância. Para não morrer. Para não
silenciar. Para não esquecer.

Notícias relacionadas

Vereadora Maria Leticia Fagundes se reúne com superintendente da FCC, Ana Cristina de Castro
Vereadora Maria Leticia Fagundes – Festival de Teatro pode se tornar patrimônio cultural de Curitiba
Vereadora Maria Leticia homenageia equipes de Saúde de Curitiba