Assistência domiciliar Declaração Óbito Saúde

LEI Nº 15.191- Preenchimento de declaração de óbito pelos médicos do Município que atendem pelo sistema de assistência domiciliar em Curitiba.

Dispõe sobre o preenchimento de declaração de óbito pelos médicos do Município de Curitiba que atendem pelo sistema de assistência domiciliar em Curitiba.

Art. 1° – A presente lei visa regulamentar o preenchimento de declaração de óbito para pacientes que estavam sendo acompanhados pelos médicos que atendem nas Unidades Básicas, pelo Sistema de Assistência Domiciliar – “SADO” – e demais programas municipais.

Art. 2º – Quando pacientes atendidos pelos programas de saúde de Curitiba, seja nas Unidades Básicas ou pelo Sistema de Assistência Domiciliar, vierem a óbito por causa natural, fora de uma unidade hospitalar, os médicos que atendiam e acompanhavam estes pacientes nos sistemas e programas municipais descritos no artigo anterior, deverão assinar as declarações de óbito.

Art. 3º – Em caso de recusa no fornecimento do Declaração de Óbito sem um motivo relevante que justifique a recusa, o responsável pelo programa de atendimento responderá processo administrativo para apuração dos fatos, passível das punições cabíveis.

Art. 4º – Esta lei entrará em vigor 60 dias após a sua publicação.

PALÁCIO 29 DE MARÇO, 12 de abril de 2018.

Rafael Valdomiro Greca de Macedo
Prefeito Municipal

Notícias relacionadas

Vereadora Maria Leticia apresenta projeto sobre assinatura de certidão de óbito
Projetos da vereadora Maria Leticia Leticia sobre serviço funerário e atestado de óbito passam na Comissão de Saúde
Maria Leticia aprova regulamentação a atestado de óbito para morte domiciliar