AGENDA 2030 AGORA É LEI EM CURITIBA

Tags:

Sustentabilidade

Mais um projeto de lei aprovado pelo meu mandato. Desta vez, a Agenda 2030, com os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU), devem nortear a construção de políticas públicas em Curitiba.

A proposta, que se justifica por qualificar Curitiba para receber incentivos internacionais, foi acatada pelas comissões de Constituição e Justiça, Economia, Urbanismo e Meio Ambiente e teve apoio de diversas ONGs e Instituições.

Além de tornar Curitiba uma cidade mais sustentável e igualitária, a questão financeira tem grande impacto com o projeto aprovado, pois uma cidade que se adequa aos objetivos internacionais, tem maiores chances de conseguir financiamentos de fundos estrangeiros.

Os Fundos Internacionais de Financiamento Climático, por exemplo,  têm compromisso desde 2009, de mobilizar, até 2020, US$ 100 bilhões/ano em recursos públicos, privados e fontes alternativas para cidades e estados que cumprirem a Agenda 2030. Isto é, Curitiba já está atrasada por não cumprir este protocolo.

Os 17 Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis irão orientar políticas para a segurança alimentar e agricultura, saúde, educação, redução das desigualdades e erradicação da pobreza, energia, água e saneamento, padrões sustentáveis de produção e de consumo, mudança do clima, cidades sustentáveis, proteção e uso sustentável dos ecossistemas, crescimento econômico inclusivo, infraestrutura e industrialização, governança e meios de implementação.

Hoje, demos um grande passo para tornar Curitiba uma cidade mais justa, sustentável e apta aos investimentos internacionais.

Notícias relacionadas

Maria Letícia defende adoção da Agenda de Desenvolvimento 2030 da ONU em Curitiba
Maria Letícia destaca a importância de cidades mais inclusivas para a população
Maria Leticia publica ações do segundo semestre de 2018