“Como é que você enxerga a mulher na política?”, questiona Maria Leticia

O baixo nível da participação das mulheres na política é um indicador da maturidade da democracia brasileira. A afirmação é da feminista Maria Leticia Fagundes, vereadora de Curitiba, que propõe uma reflexão sobre igualdade e atuação das mulheres no ambiente político.

“Como é que você enxerga a mulher na política?”, questiona Maria Leticia, que primeiramente observa que as mulheres não têm visibilidade dentro dos partidos políticos. O público feminino é considerado somente para cumprir cotas e ainda “enfrenta muita dificuldade para ingressar na política”. De acordo com a Organização das Nações Unidas, o Brasil é o 3º país da América Latina com menor participação de mulheres na política.

A parlamentar analisa também a situação quando a mulher “depois de tantos obstáculos” consegue entrar na política. Maria Leticia afirma que a mulher passa por uma avaliação estética como parâmetro de capacidade para ocupar espaços de poder. “São julgadas pelo peso, corte de cabelo, forma de andar e sofrem até piadas de cunho sexual”, declara a feminista lembrando de charges e campanhas contra mulheres que ocupam e ocuparam relevantes cargos no Poder Executivo e Judiciário.

Ela conclui, então, que dessa forma as mulheres se afastam do protagonismo no processo eleitoral. Para Maria Leticia, são as mulheres que decidem uma eleição, pois compõem mais da metade da população brasileira (52%) e o cenário na política não muda pela “resistência dos partidos que não se esforçam para empoderar as mulheres”. “Quanto mais postos elas alcançam no Legislativo, Executivo, Judiciário e iniciativa privada, mais igualitário tende a ser o país”, finaliza Maria Leticia.


 

Notícias relacionadas

Vereadora Maria Leticia promove palestra sobre mulheres na política, com dra Desiree Salgado
Maria Leticia quer mais mulheres na política
Vereadora Maria Leticia participa de abertura do evento “Mulher e Poder” no TRE