Hospital Infantil de Campo Largo está com capacidade de atendimento reduzida

A vereadora Maria Letícia (PV), cobrou  nesta quarta-feira (5), uma ação imediata de auxílio ao Hospital Infantil Waldemar Monastier, o Hospital Infantil de Campo Largo, que de acordo com denúncias de funcionários e pacientes está com a capacidade de atendimento reduzida e com o pagamento de salários atrasados.   

“Recebemos uma denuncia de dentro do hospital que a Unidade de Terapia Intensiva do hospital parou de funcionar e que apenas a UTI Neonatal permanece prestando atendimento aos pacientes. Também a relatos de redução na capacidade de atendimento na unidade de enfermaria cirúrgica e clínica”, adiantou Maria Letícia 

Fundado em 2009 o hospital presta atendimento exclusivo pelo SUS e atende a crianças com graves problemas de saúde.

“Esse hospital tem um papel fundamental no atendimento às crianças e está com muitos problemas. O Sindicato dos Médicos do Paraná fala que não está sendo feito de forma correta o pagamento dos médicos do hospital”, disse Maria Letícia.

A presidente da comissão de saúde lamentou as falhas administrativas em um hospital com tamanha importância para toda região de Curitiba. “Não é possível que desde sua fundação em 2009, um hospital que custou 30 milhões não esteja sendo devidamente cuidado e administrado. É uma responsabilidade de todos, é uma preocupação do corpo clínico, as crianças que deixam de ser atendidas, ao descuido com a saúde”. lembra

Maria Letícia aproveitou a tribuna para cobrar dos colegas engajamento na questão. “Ouço diariamente as manifestações  aqui na Câmara para cuidarmos da nossa saúde da nossa gente, do nosso povo, pois bem aqui está uma grande oportunidade para que façam isso!”, reforçou

Galeria

Notícias relacionadas

Vereadora Maria Leticia sugere instalação de ar condicionado nos consultórios do Hospital do Idoso
Maria Letícia destaca a sobrecarga do Hospital Pequeno Príncipe devido a falta de pediatras nas UPAS e UBS
Vereadora Maria Leticia visita Hospital Erasto Gaertner