Londrina x Curitiba

Londrina tomou uma decisão inaplicável em Curitiba: a proibição de consumo de bebidas nas ruas, bossa dominante nos botecos e bistrôs da cidade, especialmente no bairro São Francisco, lançador da moda hoje generalizada, com a clientela usando a calçada e os meios-fios como continuidade dos estabelecimentos. A Abrabar, que tem horror de qualquer fecha-bar, exerce a reação no segundo polo urbano do Paraná. 

Pois agora vem mais um desafio no projeto da vereadora Maria Letícia Fagundes, que autoriza a prefeitura a fechar os bares que perturbam o sossego e agridem o meio ambiente. Já a ideia de interditar o consumo de bebida na rua daria mobilização de milhares de botequins. E quem correria o risco de fazer a sessão na calçada (como já fez na Ópera de Arame) seria a própria Câmara Municipal, levemente constrangida. 

FOLHA DE LONDRINA

Notícias relacionadas

Por iniciativa da vereadora Maria Leticia, Polo Gastronômico da Alameda Prudente de Moraes será ampliado
Como conseguimos reformular a política ambiental de Curitiba com participação popular
Como tirar uma procuradoria do papel e construir uma rede de apoio nos municípios?