Maria Leticia conhece aplicativo de segurança para os ônibus de Curitiba

“Usar a tecnologia para a segurança de todos”, destacou Maria Leticia Fagundes durante reunião sobre o aplicativo de rastreamento e localização de veículos de forma compartilhada – SOS Track, nesta terça-feira (06). A vereadora recebeu no gabinete na Câmara Municipal de Curitiba, o analista de sistemas, Johnatas Santana Cardozo, o engenheiro civil, Aguinaldo de Paoli e engenheira civil, Alice Maria Bueno.  

A proposta é implantar no sistema de transporte público de Curitiba o equipamento, que também dispõe de um controle que pode ficar com o motorista do ônibus e acionado em situação de emergência. Na sequencia, a viatura mais próxima da polícia ou guarda municipal recebe um aviso da ocorrência. “O atendimento fica mais rápido”, destaca Cardozo.

Eles explicaram que a proposta nasceu pela preocupação com a violência no transporte público. “Sabendo que há um sistema eficiente, a tendência é que crimes diminuam”, salientou Paoli. A vereadora sugeriu que a proposta seja apresentada à Secretaria Municipal de Defesa Social e se propôs a acompanhar a equipe na visita.

Maria Leticia acrescentou ainda que é “assustador”o assédio às mulheres nos ônibus de Curitiba. Ela destacou a pesquisa realizada pela equipe do gabinete, a qual resultou na apresentação do projeto de lei (005.00354.2017) que cria espaço preferencial para o público feminino nos ônibus biarticulados.

Cada biarticulado deverá ter um “vagão” reservado identificado como “Espaço Preferencial para Mulher”. A pesquisa feita pelo seu gabinete, entre os meses de setembro e outubro de 2017, ouviu mais de 1 mil pessoas. Segundo os dados obtidos, a maior parte dos assédios em ônibus ocorre nos biarticulados (45,8%), locais onde as mulheres se sentem mais ameaçadas (44,2%). Ainda segundo esse levantamento, 52,5% concordam com a solução de espaço preferencial para mulheres. Apesar de a maioria das entrevistadas ter sofrido assédio, apenas 0,4% chegou a fazer denúncia, sendo que a maioria sequer reagiu.

 

Notícias relacionadas

Vereadora Maria Leticia lança pesquisa sobre assédio nos ônibus de Curitiba
Vereadora Maria Leticia Fagundes ‘É inimaginável um servidor público ser agredido no seu trabalho..”
Vereadora Maria Leticia – Um olhar de amor para saúde de Curitiba