Maria Letícia destaca a sobrecarga do Hospital Pequeno Príncipe devido a falta de pediatras nas UPAS e UBS

Não é de hoje que a saúde está sofrendo duras penas devido a falta de profissionais especializados, principalmente na área pediátrica. Prova disso, que as Unidades Básicas e Unidades de Pronto Atendimento tem encaminhado crianças para outros hospitais ou realizado atendimentos com médicos generalistas.

De acordo com a vereadora Maria Letícia Fagundes (PV) o momento atual “reflete a falta de comprometimento com a saúde e o respeito com o cidadão de bem. Nossas crianças necessitam de atendimento especializado”, relatou Maria Letícia.

Durante a sessão plenária desta quarta (08), a legisladora apresentou um vídeo da RPC que contava a sobrecarga de atendimentos do Hospital Pequeno Príncipe por causa dos encaminhamentos das UPAS e US. No vídeo, familiares contavam que levaram cerca de 10 horas para serem atendidos no Hospital Pequeno Príncipe no setor do SUS e 6 horas no setor de atendimentos particulares e dos convênios.

Se a contratação de pediatras não se tornar uma prioridade a vereadora diz que “a tendência é ter superlotação nos hospitais e as crianças padecerem por falta de atendimento”, finalizou a legisladora.

Assistam no vídeo:

Notícias relacionadas

Maria Leticia debate em plenário da Câmara situação caótica no atendimento pediátrico nas UPAs de Curitiba
Por que as crianças e adolescentes de Curitiba não estão indo se vacinar?
Unidades de Saúde de Curitiba vivem situação caótica