Maria Leticia discute projeto de ambulatório de Endometriose

A vereadora Maria Leticia (PV) conversou com o diretor geral do Complexo Hospital do Trabalhador, Geci Labres de Souza Júnior, sobre a possibilidade de instalação de um Ambulatório de Endometriose no hospital. Na reunião, realizada em 19 de fevereiro, também foram discutidas estrutura e formas de financiamento para este que é um centro de referência para tratamento da Covid-19 e que vem ampliando o atendimento à mulher.

A vereadora contou ao Dr. Geci que há, hoje, um gargalo no atendimento de pacientes com endometriose. “Elas, geralmente, são encaminhadas ao Hospital Erasto Gaertner, fazem exames, mas quando são diagnosticadas com endometriose, que não é uma doença oncológica, voltam para o fim da fila de atendimento, o que agrava a situação até uma possível cirurgia”.

O diretor do hospital contou que está em fase final de construção o Ambulatório Médico de Especialidades (AME), vinculado ao Complexo Hospitalar do Trabalhador. Por mês, são realizadas sete mil consultas em 14 consultórios no HT. Com o AME, serão disponibilizados 45 consultórios com previsão de 25 mil consultas/ mês, de diversas especialidades. 

Os dois conversaram sobre a possibilidade de incluir os atendimentos a mulheres com endometriose nesse espaço, tornando o atendimento e os casos de operação mais ágeis e, com isso, melhorando as condições de saúde das pacientes.

A vereadora Maria Leticia e a deputada federal Leandre DalPonte (PV) também buscarão junto ao Ministério da Saúde um reajuste na tabela SUS para este procedimento, e assim incentivar a rede privada a atender os casos pelo SUS.

A reunião foi acompanhada pela médica Márcia Kradjan, gerente técnica do Complexo HT, e Andrea Molinari, secretária geral do Hospital.

Notícias relacionadas

Maria Leticia visita obras do Anexo da Mulher no Hospital do Trabalhador
Uma cidade mais humana se faz trabalhando pela saúde
Vereadora Maria Leticia defende ampliação de leitos em visita ao Hospital do Trabalhador