Maria Leticia participa de encontro da Associação dos Amigos do Hospital Evangélico

Na manhã desta terça-feira (20), a vereadora Maria Leticia Fagundes compareceu ao Café da Manha entre Amigos, no espaço Aroeira Office Park – nova sede da Gazeta do Povo. Ela foi convidada pelo presidente da Associação Independente e Laica Amigos do Hospital Evangélico, dr Eliseu Portugal e pelo vice, Maurício Ramos. Maria Leticia, que é médica formada pela Faculdade Evangélica do Paraná e foi residente do Hospital Universitário Evangélico de Curitiba , disse que tem um "carinho especial pela instituição" e reconheceu a "sensibilidade e articulação do presidente".

No encontro ela esteve com a secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak, empresários e voluntários. Na oportunidade, foi anunciada uma ação beneficente ao Hospital Evangélico do Paraná, especialmente à ala dos queimados. A iniciativa terá o apoio da Casa Cor, que cederá o espaço para realização de um evento no dia 10 de maio, o qual conta com o entrosamento de todos que se sensibilizam com a causa. 

Ala dos queimados
Referência em tratamento de queimaduras no Brasil, o Evangélico de Curitiba é o único hospital a atender pacientes queimados da capital e da região metropolitana, somando mais de 4 mil novos atendimentos todos os anos. Mesmo quem sofre os acidentes no interior do estado busca a instituição para os tratamentos, que são complexos, longos e dolorosos.

Em números, são cerca de 500 atendimentos de casos médios a graves (com queimaduras de segundo a terceiro grau), o que representam de 12 a 15 mil trocas de curativos, todos os anos. 

Para cuidar dos pacientes, 40 profissionais, entre médicos clínicos, cirurgiões, pediatras, anestesistas, fisioterapeutas, psicólogos, enfermeiros, para citar alguns, dividem o espaço dos mais de 30 leitos, dos quais o hospital sempre atende além.

Queimaduras não dependem tão somente de um medicamento ou um tratamento específico. É preciso a união de várias especialidades médicas e de saúde, que vão do fisioterapeuta ao psicólogo, para que o paciente sobreviva – e a equipe do Evangélico tem conseguido sucesso ano após ano. As taxas de mortalidade da instituição se comparam a grandes centros de tratamentos de queimados no mundo.

Texto: Assessoria Vereadora Maria Leticia e Gazeta do Povo 

Galeria

Notícias relacionadas

Vereadora Maria Leticia Fagundes – Cerimônia marca início da Associação Amigos do Hospital Evangélico
Vereadora Maria Leticia Fagundes – Amigos do Evangélico vêm para renovar a instituição
Vereadora Maria Leticia Fagundes declara apoio à campanha “Evangélico Vida Nova”