Maria Leticia pede reconhecimento do trabalho da Polícia Científica

Na sessão desta quarta-feira (30), Maria Leticia Fagundes (PV) reforçou a importância da Polícia Científica para a elucidação de crimes e como são realizados os procedimentos de investigação. O tema foi levantado devido a uma homenagem entregue na semana passada à Polícia Civil, por iniciativa do líder do prefeito, Pier Petruzziello (PTB). Na ocasião, o líder exaltou o trabalho da delegada civil, Aline Manzato, e da sua equipe, pelo caso do homicídio da fisiculturista Renata Muggiati.

Maria Leticia frisou que a Polícia Científica, responsável por materializar as provas de uma investigação, trabalha em conjunto com a Polícia Civil. “Sem elas [as provas], muito pouco ou quase nada se teria feito, em especial neste caso”, citando o assassinato de Renata Muggiati. “Justiça é justiça, mérito é mérito, e devemos atribuir o mérito a toda equipe Civil e Científica, que não pode ser esquecida”, pontuou a vereadora, que é médica legista de carreira no Instituto Médico Legal do Paraná (IML).

Em resposta, Pier Petruzziello afirmou que a homenagem não se tratava da questão “jurídica” nem ao “inquérito”, mas a valorização de uma “delegada mulher” e num “caso que envolvia uma mulher”. “Acho muito importante que homenageie a Polícia Científica, vou assinar com a senhora”, acrescentou. No entanto, sugeriu que o primeiro laudo sobre o caso era “falso” e que o médico que emitiu o documento teria sido expulso do seu cargo. Em contrapartida, Maria Leticia afirmou que não se pode chamar de “falso” o documento, mas que o primeiro laudo “não era esclarecedor” e por isso foi necessária a exumação do corpo. 

 

Em aparte, Thiago Ferro (PSDB) destacou a valorização para esse tipo de trabalho de investigação nos Estados Unidos, por exemplo. “Aqui no Brasil passam despercebidos, em muitos casos”, disse o vereador. “Tenho certeza que essa materialização das provas são essenciais para elucidar crimes mais graves”, acrescentou Julieta Reis (DEM). O vereador Rogério Campos (PSC) também apoiou a reivindicação de Maria Leticia. 

 

Texto: Claudia Krüger

Revisão: Pedritta Marihá Garcia

Texto: Rodrigo Fonseca CMC

Notícias relacionadas

Maria Leticia participa de confraternização com colegas IML
Vereadora Maria Leticia Fagundes ‘É inimaginável um servidor público ser agredido no seu trabalho..”
Maria Leticia participa de Café com Ideias na Pontee Ateliê Educativo