Maria Letícia promove Audiência Pública sobre a Conscientização da Epilepsia na Câmara Municipal

Desmistificar a epilepsia e debater políticas públicas de conscientização a esse distúrbio neurológico, assim como de proteção aos pacientes. Essas são as propostas da audiência pública que a Câmara Municipal de Curitiba (CMC) promove nesta terça-feira (30), às 14 horas, no auditório do Anexo II (entrada pela avenida Visconde de Guarapuava, esquina com a rua Lourenço Pinto). A iniciativa é da vereadora Maria Leticia Fagundes (PV).

Foram convidados para o debate portadores de epilepsia e familiares, médicos, profissionais da área da saúde e entidades de defesa dos pacientes. Confirmaram presença na audiência pública, dentre outras pessoas, o diretor estadual do Departamento de Apoio à Pessoa com Deficiência e de Políticas Públicas para a Acessibilidade, o vereador licenciado Felipe Braga Côrtes (PSD); a psicopedagoga Edí Marise Barni, cujo filho é portador do distúrbio; a presidente da Liga Brasileira de Epilepsia, neurologista Vera Terra; a neuropsicóloga Maria Joana Mader Joaquim, do Hospital de Clínicas (HC); e o coordenador do Grupo de Atendimento Integral de Epilepsias do HC, neurologista Carlos Silvado.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), e epilepsia atinge cerca de 50 milhões em todo o mundo, 3 milhões delas no Brasil. A enfermidade, aponta Maria Leticia, “traz uma bagagem de preconceitos e estigmas que envolvem questões sociais e psicológicas que vão além da Medicina”. A parlamentar explica que as crises, às vezes imperceptíveis, outras delas com alteração do estado de consciência do portador, são geradas por descargas elétricas cerebrais irregulares.

A vereadora já havia levantado este debate na sessão de 26 de março, conhecido como Purple Day – Dia Mundial de Conscientização à Epilepsia, quando o requerimento para a realização da audiência pública foi votado em plenário (407.00008.2019). A cor roxa, disse ela, foi escolhida devido à lavanda, cuja flor é frequentemente associada à solidão. Dentre outros temas, Maria Leticia alertou ao preconceito enfrentado pelos portadores, como no mercado de trabalho.

 

Colaboração: CMC

 

Texto:Fernanda Foggiato

Revisão:Filipi Oliveira

Notícias relacionadas

Maria Letícia promove audiência pública “Conscientização da Epilepsia”
Maria Letícia participa da Caminhada da Epilepsia no Jardim Botânico
Educação sobre Epilepsia nas empresas: agora é lei!