Maria Leticia questiona contrato da Prefeitura com a FEAES

O contrato da Secretaria Municipal de Saúde com a Fundação de Atenção Especializada em Saúde de Curitiba (Feaes) foi um dos diversos questionamentos da médica e vereadora Maria Leticia Fagundes, durante audiência pública de prestação de contas da Secretaria Municipal de Saúde, que ocorreu nesta quarta-feira (13), na Câmara Municipal de Curitiba. Ela falou sobre metas a serem atingidas em relação aos pacientes classificados nas cores verde e azul, de acordo com o Protocolo de Manchester, que são os casos de menor gravidade, pouco ou não urgentes.

“Tenho a informação de que sempre que não forem atingidas as metas de atender em até duas horas os pacientes classificados nas cores verde e azul haverá desconto no repasse. A dúvida é: será descontado do médico ou da FEAES?”, perguntou Maria Leticia se referindo a prática que ocorre nas UPAs.

Márcia Huçulak informou que a Feaes tem um contrato de prestação de serviço com a Prefeitura de Curitiba, que pressupõe o estabelecimento de metas qualitativas e quantitativas para as unidades que ela gerencia. “Estamos colocando uma meta de tempo de resposta. Se temos como parâmetro dentro da classificação de risco (vermelho, laranja, amarelo, verde e azul), eu tenho que estabelecer tempo e cobrar. Quem vai ser descontada é a FEAES, o que ela vai fazer com os profissionais, acho que a direção vai discutir com a equipe, se isso vai ensejar em alguma penalização ao profissional”, destacou a secretaria.

Acompanhe no vídeo todos os questionamentos de Maria Leticia e as respectivas respostas da secretária municipal de Saúde, Márcia Huçulak:

Texto: Assessoria Vereadora Maria Leticia com informações Câmara de Curitiba 

Foto: Rodrigo Fonseca CMC

Notícias relacionadas

Vereadora Maria Leticia quer incluir vereadores no Conselho Curador da Feaes
Vereadora Maria Leticia apresenta Manual do Biomédico a Secretária de Saúde
Vereadora Maria Leticia quer Biomédicos nos concursos da FEAES e Prefeitura de Curitiba