Maria Leticia visita obras do Anexo da Mulher no Hospital do Trabalhador

A primeira  sala de Terapia Intensiva Obstétrica do Paraná será no Hospital do Trabalhador. A foi informação recebida pela vereadora Maria Leticia Fagundes nesta terça-feira (29) durante visita à construção do futuro “Anexo da Mulher” no Hospital. O diretor geral Dr Geci Labres De Souza Junior, apresentou a nova o andamento da obra à parlamentar, com a presença da médica, Dra Somaia Reda , Dr Filipi Baracho e o residentes Vinícius Guadagnin, Felipe Nakatani, Ana Cláudia Marchi Barros, Camila Oliveira, Maria Angelica Kurpel.

O diretor explicou que o anexo terá três linhas de atenção especiais: maternidade que atenderá todos os níveis de complexidade de uma gestação, atendimento de mulheres vítimas de violência, além de atendimento de emergências e cirurgias ginecológicas.

 “A participação do HT na Rede de atendimento com nova estrutura é uma grande conquista”, disse Maria Leticia, que é médica legista e atende pessoas que sofrem crimes e abusos sexuais. 

O novo anexo terá um prédio com 3.998 metros quadrados dedicado à saúde da mulher, além de um pavimento com 1.100 metros quadrados para ambulatório da saúde da mulher. Ao todo serão 88 novos leitos, sendo 30 de UTI e 58 de internamento. Dos 30 leitos de UTI, 10 serão neonatal, 10 serão femininos e 10 serão neonatal para prematuros extremos (bebês com menos de 1 quilo).

“Essa ampliação é um grande avanço para o hospital e para toda a comunidade de Curitiba. As mães terão atendimentos em qualquer nível de complexidade. Nós vamos ampliar o nosso atendimento e o novo anexo vai permitir desocupar espaço para ampliar o nosso pronto-socorro. Em 2018 nosso pronto socorro dobrará de tamanho, podendo atender mais e melhor a população de Curitiba”, afirmou Souza Júnior.  

Estão sendo investidos no Anexo da Mulher, do Hospital do Trabalhador, R$ 14 milhões, sendo R$ 8,4 milhões do Governo do Paraná e R$ 5,6 milhões do Governo Federal. Para o ambulatório, há um aporte ainda de R$ 1,7 milhão, sendo R$ 1,05 milhão pelo Governo Federal e o restante pelo Governo do Estado.

Texto: Assessoria vereadora Maria Leticia com informações Agência de Notícias Prefeitura de Curitiba. 

 

Galeria

Notícias relacionadas

Vereadora Maria Leticia defende ampliação de leitos em visita ao Hospital do Trabalhador
Maria Leticia discute projeto de ambulatório de Endometriose
O novo IML de Curitiba