Maria Leticia visita Unidade de Saúde Vitória Régia – CIC

A Unidade de Saúde Vitória Regia, na região da Cidade Industrial de Curitiba (CIC) foi apresentada à vereadora Maria Leticia Fagundes, nesta segunda-feira (23). Ela foi recepcionada pela autoridade sanitária Ana Paula Algauer Perciano.
A US estava bem movimentada em razão do início da campanha nacional de vacinação da gripe. Em Curitiba, a vacina está disponível em todas as unidades de saúde para os públicos prioritários definidos pelo Ministério da Saúde. A vacinação ocorrerá de segunda à sexta-feira, em horário comercial, até 1 de junho. Veja os endereços das unidades de saúde.
Em Curitiba, a meta é vacinar pelo menos 90% das 515 mil pessoas que integram o público-alvo, o que corresponde a 463,5 mil pessoas. Para receber a vacina, basta ir a uma das unidades básicas de saúde, levando um documento oficial e, dependendo do caso, a comprovação de que se enquadra no público-alvo (mais detalhes abaixo).
Vale ressaltar que a vacinação não será feita nas Unidades de Pronto Atendimento (UPAs), locais destinados apenas ao atendimento de casos de urgência e emergência.
Grupos com indicação da vacina na rede pública 
O público-alvo da campanha de vacinação contra a gripe é definido pelo Ministério da Saúde. Para tomar a vacina, basta ir a uma unidade de saúde e apresentar um documento oficial. Em alguns casos, é necessário apresentar também um documento que comprove que o usuário se enquadra em algum destes públicos:
– Crianças de 6 meses de idade a 4 anos, 11 meses e 29 dias;
– Idosos com 60 anos ou mais;
– Pessoas com doenças crônicas não-transmissíveis e outras condições clínicas especiais, como trissomias, doença respiratória, cardíaca, renal, hepática e neurológica crônica, diabetes, imunossupressão, obesidade e transplantados (se não fizer o acompanhamento na unidade de saúde é preciso apresentar solicitação ou prescrição médica com o motivo da indicação da vacina);
– Gestantes, independente do mês gestacional;
– Mulheres em pós-parto, até 45 dias após o nascimento do bebê (apresentar certidão de nascimento do bebê, cartão-gestante ou documento do hospital em que ocorreu o parto);
– Trabalhadores da saúde (apresentar declaração do vínculo de atuação);
– Professores de escolas públicas ou privadas (apresentar documento que comprove vínculo de atuação, como crachá ou declaração da instituição em que atua);
– População indígena.

Informações da Ageência de Notícias Prefeitura de Curitiba

 

Galeria

Notícias relacionadas

Maria Leticia visita Unidade de Saúde Vila Sandra
Maria Leticia visita Unidade de Saúde Vila Diana, no Abranches
Maria Leticia visita Unidade de Saúde Vila Clarice