Política Para Mulheres: Projeto prevê a criação da Política Pública de Prevenção ao Câncer de Ovário

Os ovários, no sistema reprodutor feminino, produzem os hormônios femininos e os óvulos, que garantem a maternidade e que garantem que a nossa espécie se perpetue. No entanto, se  eles se tornam o alvo de um câncer, o prejuízo, emocional e físico, são arrebatadores.

O câncer de ovário é o tumor ginecológico com a maior taxa de mortalidade. A estimativa é que três quartos dos casos chegam ao consultório em estágio avançado, quando o mal já se espalhou. Por isso, a prevenção e o diagnóstico precoce, são de grande valia.

Esta semana, protocolei na Câmara Municipal o Projeto de Lei 107\2020, que prevê que Curitiba crie a Política de Prevenção e Combate ao Câncer de Ovário e disponibilize em todas as unidades de saúde, informações específicas para fomentar a investigação precoce da doença.

Além disso, o projeto prevê também que sejam feitas campanhas anuais para realização de exames especializados e que estes exames sejam disponibilizados na rede pública de saúde.

Para as mulheres que tenham diagnóstico positivo, a ideia é que o município dê assistência por meio de uma equipe multidisciplinar – para amparo médico, psicológico e social. É preciso cuidar com carinho de quem nos deu a vida.

Notícias relacionadas

Saúde da Mulher: Prevenção do câncer de colo de útero
Papo Aberto: Unidade de Saúde oferece exame preventivo de câncer
Maria Leticia participa de Outubro Rosa no Erasto Gaertner