PROJETO PREVÊ SELO CONSCIÊNCIA COLETIVA PARA ALTERNATIVAS DE USO AOS CANUDOS E COPOS PLÁSTICOS

Após a aprovação do projeto de lei que incentiva o desuso de canudos e copos plásticos descartáveis na capital, a vereadora Maria Letícia Fagundes (PV) protocolou na última semana, um projeto que pretende identificar os estabelecimentos comerciais que baniram o uso dos descartáveis e garantir o direito ao selo “Consciência Coletiva” de respeito ao meio ambiente.

"O objetivo é reconhecer os esforços de todos dos empresários que queiram proteger o meio ambiente”, afirmou Maria Letícia. “Oferecer um reconhecimento público é uma forma de incentivar o comerciante para que tenha consciência ambiental, já que os plásticos são um dos principais componentes de poluição nos oceanos”, completou. 

A proposta prevê que o selo seja garantido aos estabelecimentos que substituírem canudos e copos plásticos descartáveis por produtos menos poluentes, preferencialmente reutilizáveis ou biodegradáveis, que estejam em conformidade com as boas práticas socioambientais e sanitárias.

Para o presidente da Associação de Bares, Restaurantes e Casas Noturnas(ABRAPAR), Fábio Aguayo, o selo é um método de valorizar os empreendimentos e reconhecer pessoas que trabalhem de maneira preventiva contra a poluição. “Com esta iniciativa, nós também vamos atrair e agregar pessoas que se interessem por responsabilidade social ligada ao ambientalismo e sustentabilidade”, afirmou.

Notícias relacionadas

Maria Leticia destaca projeto “Selo Consciência Coletiva” em coluna no Jornal do Ônibus
Maria Letícia apresenta projeto que bane o uso de canudos plásticos
Maria Letícia apresenta projeto de lei contra o uso de canudos plásticos em bares e restaurantes no município de Curitiba