PROTEÇÃO PARA SERVIDORAS QUE SOFRAM VIOLÊNCIA DE GÊNERO

Desde muito nova, quando me tornei médica, tenho acompanhado inúmeros  casos de violência de gênero. Como ginecologista e legista, são tantos os relatos de agressões ligadas à mulher  – psicológicas, físicas, estupros e infelizmente, casos que acabam em óbitos – me tornei vereadora, com a perspectiva de poder ajudar a construir um mundo mais igual.

Por isto, nesta semana, protocolei na Câmara Municipal de Curitiba, um projeto de lei que dá direito às servidoras municipais que sofram violência doméstica e familiar, de se afastarem de suas funções pelo prazo de até seis meses, mediante concessão judicial.

A lei pretende garantir a efetividade na segurança da mulher, pois mesmo que o agressor tenha sido afastado do lar, na maioria dos casos ele conhece a rotina de trabalho da vítima, seus horários e endereços, o que faz com que a mulher se torne um alvo fácil para novas agressões.

O futuro é das mulheres! Projetos que visem o bem estar social e garantam a nossa segurança, sempre foram e continuam a ser prioridade no meu mandato, pois merecemos uma cidade onde possamos viver sem medo.

Notícias relacionadas

Maria Letícia relata em sessão plenária a importância da criação da Procuradoria da Mulher em Curitiba
Mais um Projeto Aprovado: Condenados por Agressão e por Feminicídio não Poderão ser Nomeados
Projeto da Vereadora Maria Leticia sugere regulamentar Lei Maria da Penha: Servidoras agredidas teriam licença de até 6 meses