Racistas Não Merecem Homenagens

O ano de 2020 está sendo marcado por diferentes manifestações contra o racismo no Brasil e no mundo, em torno de visibilidade, memória, reconhecimento, reparação histórica e identidade.
Sabe-se que a história da presença negra é, muitas vezes, esquecida, invisibilizada e embranquecida nos municípios brasileiros e Curitiba não é exceção nesse sentido. A reparação histórica com a população negra é urgente e precisa acontecer!

Não podemos aceitar uma cidade onde haja homenagens em nomes de ruas, praças, grandes avenidas, bustos e monumentos, para pessoas que enriqueceram com o comércio de escravos e pessoas que têm o racismo em seu registro histórico.

Para tratar de visibilidade e contextualização histórica da presença negra na cidade, a Dra Rita Oliveira, Defensora Pública da União, nos sugeriu a proposta de criação de uma Comissão, que deve contar com vereadoras (es), historiadoras (es), juristas, pesquisadoras (es) e sociedade civil, para que haja um estudo e mapeamento destes lugares e uma reparação respeitosa que a população negra merece. Ideia acatada, protocolamos na Câmara Municipal o projeto.

Agora, esperamos pela tramitação, até a proposta ir à votação. Contamos com o apoio de todas e todos. #vidasnegrasimportam

Notícias relacionadas

Maria Leticia pede arquivamento do processo contra Renato Freitas 
Teatro Reviver Magó recebe evento “Queremos todas vivas”
Absorventes gratuitos nas escolas públicas de Curitiba: essa conquista é toda nossa