Vereadora Maria Leticia aborda violência familiar em palestra na Fundação Sanepar

"81% das vítimas de violência, em Curitiba, apanham pelo menos uma vez por semana", afirmou a vereadora Maria Leticia Fagundes (PV), nesta quarta – feira (01), na Fundação Sanepar.

A abordagem da parlamentar foi baseada na experiência como médica legista, no atendimento das vítimas de violência do Instituto Médico Legal do Paraná (IML -PR).

A vereadora explicou aspectos da lei Maria da Penha que pune violência familiar e ressaltou a importância da denúncia. "A Lei Maria da Penha nos trouxe o conforto de fazer queixas que as vítimas teriam que conviver sempre", disse a médica.

Ela destacou que a violência psicológica frequentemente acontece antes da física. "A violência é uma bola de neve, certamente a psicológica vai se transformar em violência física", disse.

Maria Leticia reforçou a importância da vítima se manifestar.  "Procure imediatamente a polícia ou o hospital, para que sejam documentadas as lesões decorrentes de violência domiciliar", alertou a médica ao explicar que precisa obedecer às exigências da legislação penal no preenchimento de laudos dos atendimentos das vítimas.

"Perícia é materializar prova e as características das lesões devem se enquadrar como lesão leve , grave ou gravíssima, conforme artigo 129 do CP", disse Maria Leticia.

Ela também chamou atenção para os casos de violência contra crianças, e salientou a gravidade do problema. "O abusador de crianças é da família ou uma pessoa próxima da família", afirmou. A legista ainda alertou que  as crianças não denunciam e por isso os adultos devem sempre estar atentos.

 

Galeria

Notícias relacionadas

Maria Leticia fala sobre enfrentamento à violência no Pequeno Cotolengo
Vereadora Maria Leticia orienta funcionários do ICS sobre violência doméstica
Maria Leticia fala sobre violência contra mulheres e crianças no Hospital Nossa Sra das Graças