Vereadora Maria Leticia encaminha projeto do MP-PR à Prefeitura de Curitiba

A vereadora Maria Leticia Fagundes (PV) esteve na Prefeitura de Curitiba nesta quinta-feira (20), conforme havia se comprometido com a equipe do Projeto Semear do Ministério Público do Paraná. Junto com a Promotora de Justiça, Cristina Corso Ruaro e a advogada, presidente do Conselho Estadual de Políticas Públicas sobre Drogas, Diana Lima e Silva apresentou ao secretário de Governo Municipal, Fernando Jamur, uma ideia para maior integração das ações sobre drogas em Curitiba.

A proposta apresentada é a criação de uma coordenadoria que reúna diversas pastas municipais para agregar as iniciativas de prevenção e enfrentamento às drogas. “A exemplo do que acontece na Casa da Mulher Brasileira, que existe uma coordenação,  a gente poderia criar um comitê que será o interlocutor entre defesa social, saúde, educação, ação social e outros órgãos”, destacou Maria Leticia. “Isso daria agilidade”, acrescentou.

“Debater as questão das drogas no município de forma multidisciplinar é fazer uma política moderna”, concluiu a promotora que encabeça as ações do Projeto Semear, o qual tem como objetivo principal “construir, de forma coletiva, diretrizes que resultem em políticas públicas de prevenção e de atendimento aos usuários de substâncias psicoativas”.  Mais informações sobre o Projeto Semear, aqui.

O secretário se dispôs a articular dentro do Executivo a viabilização da proposta apresentada por Maria Leticia. A vereadora também se comprometeu a mobilizar a Frente Parlamentar contra as Drogas da Câmara Municipal de Curitiba e a Comissão de Saúde, Bem Estar Social e Esporte, da qual é presidente para promover um amplo debate sobre o tema no segundo semestre de 2017.

Galeria

Notícias relacionadas

Vereadora Maria Letícia organiza audiência pública sobre políticas de drogas em Curitiba
Vereadora Maria Leticia Fagundes – Ciclo de palestras marca Dia Internacional de Não Violência contra Mulher
Vereadora Maria Leticia Fagundes – Projeto prevê multa para quem assediar qualquer pessoa em Curitiba