Vereadora Maria Leticia quer destinar recursos para tratamento de doenças de pele

A vereadora Maria Leticia Fagundes (PV) se reuniu, nesta quarta-feira (15) com o presidente da SBD – Sociedade Brasileira de Dermatologia , dr Anber Ancel Tanaka, como parte da agenda de visitas às associações e sociedades médicas. A parlamentar, que é a única médica entre todos os colegas do legislativo municipal, busca ouvir as demandas da classe médica com objetivo de encaminhá-las como proposições ao Executivo.

 

No início do encontro os médicos relacionaram um ponto de vista em comum, que é a “fragilidade na união da classe”, a qual“precisa estar representada em todas as esferas”. Sobre as demandas da especialidade, o presidente explicou que há três frentes ligadas à SBD, em que atuam médicos residentes: Santa Casa, Hospital de Clínicas e Hospital Evangélico. “ As necessidades são para ajudar na estrutura oferecida pelo Sistema Único de Saúde – SUS, como a compra de equipamentos para beneficiar a população”, disse o médico. Ele complementou ainda que a aquisição de uma cabine de fototerapia, por exemplo, ajudaria no tratamento de doenças como psoríase. 

 

A vereadora solicitou que o médico encaminhe detalhadamente os equipamentos necessários. “A nossa ideia é destinar os recursos para compra, através de emendas parlamentares”. Em relação ao apoio do Poder Público, o presidente da SBD falou ainda sobre a campanha anual de prevenção ao câncer de pele. “A Prefeitura de Curitiba tem uma grande penetração nas mídias e na população”, comentou. Maria Leticia se colocou à disposição para intermediar a relação entre a Sociedade e o Executivo, e realizar a campanha com “visibilidade e grande participação da comunidade”.

Notícias relacionadas

Maria Leticia é contrária a aprovação do projeto que retira a obrigatoriedade de atestado médico para prática de exercícios em academias
Maria Leticia debate em plenário da Câmara situação caótica no atendimento pediátrico nas UPAs de Curitiba
Teatro Reviver Magó recebe evento “Queremos todas vivas”