Vereadora Maria Leticia relata 4 projetos de lei na presidência da Comissão de Saúde

Na presidência da Comissão de Saúde, Bem Estar Social e Esporte da Câmara Municipal de Curitiba, a vereadora Maria Leticia Fagundes (PV) relatou quatro projetos de lei e deliberou mais duas matérias com os demais integrantes do colegiado .

Entre as proposições que seguem tramitando, conforme relatoria da vereadora Maria Leticia, estão dois projetos de lei de autoria do vereador Dr. Wolmir. O registrado no protocolo da Casa Legislativa com o número 005.00056.2017, disciplina a prevenção de acidentes em piscinas públicas e/ou privadas, tendo como método preventivo a instalação tampa antiaprisionamento nos ralos de sucção e filtros de piscinas bem como normas de segurança nos entornos e durante atividades esportivas e recreativas nas piscinas públicas e/ou privadas.

Maria Leticia também deliberou, com o voto dos demais vereadores pela tramitação, do projeto de lei, 005.00231.2017 proposto pelo vereador Dr. Wolmir, o qual  dispõe sobre a troca de produto exposto à venda com prazo de validade expirado.

Outra matéria que segue no processo legislativo até o plenário e que foi acatado pela Comissão de Saúde, relatado por Maria Leticia, é o projeto do vereador Sérgio R. B. Balaguer (Serginho do Posto), 014.00026.2017, que declara de Utilidade Pública o Instituto Bom Aluno do Brasil – IBAB (Instituto Bom Aluno do Brasil)

Matéria 014.00002.2017 do Dr. Wolmir também foi aprovada, conforme relatório da vereadora Maria Leticia e declara de Utilidade Pública o Clube de Mães que Oram.

Também passaram pelo colegiado e seguem tramitando o projeto 005.00122.2017
 da vereadora Maria Manfron, o qual dispõe sobre a obrigatoriedade de Hospitais e Maternidades da Rede Pública e Privada do Município de Curitiba de realizarem os exames para diagnóstico precose da encefalopatia crônica não progressiva da infância (PC – Paralisia Infantil ) – DIPREPAC – nos recém- nascidos, e dá outras providências." O relator foi p vereador Osias Moraes. 
 
Por fim, o colegiado acatou também a proposta do vereador Bruno Pessuti, 005.00205.2017, que altera a Lei nº 9.000, de 27 de dezembro de 1996, que Institui o Código de Saúde de Curitiba, o qual dispõe sobre a proteção à saúde no âmbito do Município e dá outras providências. O relatório da referida matéria foi apresentado pelo vereador Oscalino do Povo.

Galeria

Notícias relacionadas

Vereadora Maria Leticia relata projetos de lei na Comissão de Saúde
Vereadora Maria Leticia anuncia parceria da Comissão de Saúde da Câmara e da Alep contra DSTs
Vereadora Maria Letícia preside 7° reunião da Comissão de Saúde