Vereadora Maria Leticia se reúne com comunidades terapêuticas

A vereadora Maria Leticia Fagundes (PV), médica e integrante da Frente Parlamentar Contra as Drogas da Câmara Municipal de Curitiba, convidou os representantes da Federação Paranaense das Comunidades Terapêuticas Associadas – COMPACTA, para audiência pública que discute o “Diagnóstico da Política Sobre Drogas em Curitiba”, confirmada para o próximo dia 30 de agosto, na Câmara. O convite foi feito durante conversa sobre a necessidade de alinhar os serviços oferecidos pelas comunidades terapêuticas com as propostas da atual gestão, nesta terça-feira (22), no gabinete da vereadora.

“Nossa proposta e fazer essa interlocução com foco no usuário de drogas e famílias, pois assistimos diariamente um número crescente de usuários de drogas  e estamos na Casa Legislativa para  encontrar caminhos de comunicação entre as pastas da Saúde, Educação e Defesa Social”, explicou Maria Leticia.

Allan Alves, Ely Regina Franceschi Lemos, Thiago A. Massolin pontuaram as principais dificuldades com o atual sistema. Segundo Massolin, existe fiscalização nas comunidades, porém não existe protocolo para encaminhamento dos usuários de drogas.

“Há dois eixos que precisam se comunicar saúde e política sobre drogas, porém as pessoas que precisam e querem tratamento ficam restritas aos equipamentos do Executivo, que são as políticas de redução de danos: os Caps – (Centros de Atenção Psicossocial)”, disse Massolin, que é presidente da COMPACTA. “É como se o usuário não tivesse opção de escolha, há muita distorção do que é Comunidade Terapêutica”, complementou Ely.

Galeria

Notícias relacionadas

Sancionada lei que indica distribuição gratuita de absorventes nas escolas públicas de Curitiba
Maria Leticia indica projeto que institui a Semana da Compostagem em Curitiba
Maria Leticia é contrária a aprovação do projeto que retira a obrigatoriedade de atestado médico para prática de exercícios em academias