VITÓRIA DAS MULHERES NA CÂMARA MUNICIPAL

Após a união de um grupo formado por mulheres de vários segmentos e organizações civis na sessão plenária de ontem (17), na Câmara Municipal de Curitiba, o pedido para que a Coordenadoria da Mulher não seja realocada para a Fundação de Ação Social (FAS), foi acatado pela Prefeitura, que teve que voltar atrás nesta proposta que fazia parte da reforma do secretariado. 
Para reivindicar o adiamento do artigo 24 do projeto do prefeito, as mulheres pressionaram a base de vereadores de Rafael Greca no Legislativo – liderada pelo vereador Pier Petruzzielo – e exigiram uma reunião com o Secretário de Governo Luiz Fernando de Souza Jamur. Acuado, o vereador tratou de fazer seus contatos e conseguir o agendamento.
Pela tarde, na reunião, que contou com presença de lideranças femininas e 8 vereadores, ficou registrada a vitória das mulheres: a coordenadoria permanecerá na Secretaria de Governo Municipal (SGM) e deve ser criada uma Assessoria para Direitos Humanos.
Para a vereadora Maria Letícia Fagundes (PV), a fato traz força para as políticas públicas voltadas às mulheres. “Nossa união foi o que fez a diferença”, comemora. “Falta competência da atual gestão para achar que uma pasta tão importante como a das mulheres, deveria ficar com a ação social”. 
O público feminino foi formado por representantes da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), União Brasileira de Mulheres (UBM), Transgrupo Marcela Predo, Conselho Municipal de Direitos das Mulheres e Frente Feminista de Curitiba.

Notícias relacionadas

Proposta da vereadora Maria Leticia é tema de reunião de mulheres na Câmara de Curitiba
MULHERES SE UNEM CONTRA REFORMA DO SECRETARIADO PROPOSTA PELO PREFEITO
Maria letícia tem projeto de criação de Procuradoria da Mulher aprovado na CMC